• Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Espaço Reconceito

Rua Cinco de Julho, 591

Indaiatuba / SP

(19) 3885 3159

Please reload

    Cecilia Stelini vive e trabalha em Campinas. É artista visual formada pela FAAP/SP, e atua como artista experimental produzindo projetos de intervenções artísticas urbanas e performances. É membro fundador do Grupo Pparalelo de Arte Contemporânea.
   Em seu ateliê , AT|AL|609 – lugar de investigações artísticas, ministra cursos voltados para a produção prática além de ter abrigado reuniões e alguns projetos do Grupo Pparalelo de Arte Contemporânea de 2008 a 2011, tempo em que participou deste grupo. Ali também são organizados programas de residência para artistas brasileiros e estrangeiros, cursos e workshops ministrados por outros artistas com assuntos pertinentes às artes em geral, palestras e debates.


      Participou de vários projetos artísticos dentre os quais destacam-se:
    O que não digo, performance, vídeo, fotografia e desenho; Projeto Confluencias- AT|AL|609, Campinas, SP; ENXERTO, performance, ZONADEARTENACCIÓN, Buenos Aires, Argentina; Projeto Calendario Itinerancia 2010 - Grupo Pparalelo de Arte Contemporânea, Pinacoteca Municipal de Piracicaba, Museu de Arte Contemporânea de Americana, Centro Cultural Atibaia, SP; Projeto Afinidades Eletivas, curadoria de  Agnaldo Farias, Espaço Cultural de CPFL, Campinas, SP; A Quadra, intervenção urbana, Campinas, SP. Em 2011 participou do Programa de Residencia de Lugar a Dudas com o Grupo Pparalelo de Arte Contemporânea. En 2012 participou de ZONADEARTENACCIÓN, Quilmes, Argentina; DEFORMES, Bienal Internacional de Performances, Valdivia, Chile e do Programa de Residencia Artística ACE Pirar, Fundación ACE, Buenos Aires, Argentina.
    Em 2013, organizou e participou de  ATOSemAÇÕES, festival internacional de performances e intervenções, nas cidades de Campinas, Limeira e Rio Claro, Brasil e participou de Acciones Al Margen, festival internacional de performance, Bucaramanga, Colômbia; ACCIONArar – Espacio Rural de Intercâmbios, Anolaima, Colômbia; SUNDAY MATINEES, Museo de Arte Contemporâneo, Bogotá, Colômbia; I.N.A.I. – Intercâmbios Nomadas Artistas Invitados, Eje Ambiental, Bogotá, Colômbia; INCORPORA, Salvador, Bahia, Brasil; Escenários de Mujer, intercâmbios y experimentaciones entre artistas mujeres de la America Latina, Galeria Luz y Ofícios, La Habana, Cuba; RESQUCIOS AL SUR - Muestra de Videoperformance y Registro de Performance en video. Ex Teresa Arte Actual, México DF; E.P.I. 4 -  Encuentro independiente de Performance Internacional, Mulchen, Chile. 
    Em 2014 participou de IV Festival Internacional de Arte Acción e Intervenciones, Plataforma Dominicana de Performance e  Independence DOM; Residencia artística en Kirkland Lake, Canadá onde realizou a performance BURNING, e a exposição individual como artista convidada da 7ª exposição de Arte Contemporânea 2014 e intervenção artística coletiva COMO MECA, Museum of Northern History; p.ARTE Mostra de Performance Art, Curitiba/Brasil; Projeto Cidade Ocupada, SESC Campinas, SP. Também foi responsável pela  curadoria e participação da primeira e segunda edições do Projeto Movimentos Convergentes – MC2, Estação Cultura, Campinas, SP; e ATOSemAÇÕES 1 / 2, Festival internacional de performances e intervenções, 2013/ 2015, Campinas, Limeira, Rio Claro, Brasil; Participação no Projeto PERPENDICULAR BIENAL, 31ª Bienal de São Paulo, 2014.  
    Em 2015, participou de Mujeres en Ruta, Querétaro, Mexico; Projeto PERFORMAPA, SESC Ipiranga, São Paulo; Encontro em PERFORMANCE, SESC Campinas; Performance em Articsok Gallery, Toronto, Canadá; Poéticas del Espacio, Florencio Varela, Buenos Aires, Argentina e Poéticas del Tiempo em Montevideu, Uruguai.
    Em 2016, participou de “Primer Laboratório Internacional de Arte Acción y Comunidad Quilicura 2016”, Chile ; Projeto DE|GENERADAS, SESC Santana, São Paulo,  Poéticas do Corpo em AT|AL|609, Campinas, SP.